Hoje, estabelecer o controle de acesso em locais públicos ou privados, como, por exemplo, hospitais, escolas, faculdades, empresas e condomínios, tornou-se indispensável para garantir a segurança não só do lugar, mas sobretudo de quem o frequenta ou mora, em se tratando de residências.

Afinal, conforme uma pesquisa desenvolvida pela UOL, o número de assaltos a locais como residências, por exemplo, cresceu neste ano, 2019, o que justifica a adoção de medidas urgentes de segurança, como o controle de acesso.

Todavia, tudo o que foi dito é provável que você já saiba. Mas será que você conhece os principais termos do controle de acesso? Se tem dúvidas, confira o dicionário básico que criamos e saiba qual é a solução mais precisa para o seu caso!

Biometria

A biometria é um sistema de segurança que é utilizado para o controle de acesso em ambientes como colégios, universidades, empresas, residências e indústrias, por exemplo. Precisamente, ele é utilizado para reconhecer se uma pessoa em específico tem ou não acesso a um determinado ambiente. Para isso, utiliza digitais do dedo, palma da mão, íris dos olhos e a retina. Sua segurança é elevada, pois não há como duplicar os dados ou falsificá-los.

Cancela

A cancela é um equipamento de segurança e de controle de acesso que autoriza ou desautoriza o acesso de veículos a determinados ambientes. Ele difere da catraca porque esta tem como foco principal o controle de acesso de pessoas. Geralmente, ele é utilizado em estacionamentos, faculdades, indústrias, centros militares, entre outros locais.

Catraca

A catraca, assim como o totem de acesso, é um instrumento de controle de acesso a determinados ambientes, geralmente empresariais e escolares. Para que uma pessoa possa acessar ao local, é preciso ter uma senha ou um cartão magnético que, ao passar na catraca, esta libera o acesso.

CFTV

O CFTV (circuito fechado de televisão) é um sistema de monitoramento de ambientes que se baseia através de câmeras digitais e analógicas. Dito de modo objetivo, trata-se da colocação de câmeras em pontos estratégicos de um ambiente, com o objetivo de monitorá-lo e, assim, evitar crimes ou o acesso de pessoas não autorizadas.

QR Code

O QR Code é um código de barras em 2D, que é, geralmente, utilizado como medida de segurança ou de controle de acesso a determinados ambientes. Para que uma pessoa possa acessar o local, é preciso apresentar o QR Code, que é autorizado automaticamente caso ela tenha autorização de acesso. É ideal quando há necessidade de autorizar um número específico de pessoas ao mesmo tempo e por um período curto, como em entradas de eventos.

Tag veicular

A tag veicular é uma espécie de código ou chip que fica localizado – geralmente – no  para-brisa de um veículo que, ao se posicionar na entrada ou saída de veículo de um local, como condomínio ou empresa, o portão ou cancela é acionado e permite, assim, que o carro entre ou saia do local.

Totem de acesso

O totem de acesso é um equipamento de segurança que é utilizado em locais como shoppings, prédios comerciais e estacionamentos para controlar o acesso de carros a esses ambientes. Não costuma ser identificável, e é mais adequado para espaços com grande fluxo e de pessoas e rotatividade.

Para saber mais

Agora que conhece os principais termos de controle de acesso com base no dicionário básico criado, temos certeza que ficou mais identificar qual é a solução mais adequada para o seu caso.

A Protekseg oferece soluções de segurança exclusivas, personalizadas e integradas. Para conhecer mais, marque uma apresentação. E, para manter-se atualizado, continue lendo nosso blog.