Já imaginou como seria liberar a catraca da empresa, abrir a porta de casa ou pagar uma conta sem cartão de acesso, chave ou senha? Alguns brasileiros já conseguem fazer isso só com a aproximação de uma das mãos. E o segredo é tecnológico: eles têm um chip do tamanho de um grão de arroz instalado entre o polegar e o indicador.

De modo geral, o biochip, como é chamado, é dividido em duas partes: uma memória, que funciona como um pen drive, onde são armazenados arquivos como cartões de visita e informações de saúde; e outra criptografada, onde ficam as senhas e os códigos de acesso.

Na Project Company, uma das empresas que produz o implante e o vende no Brasil, os funcionários podem escolher entre usar o biochip, pulseiras ou cartões com os códigos para entrar na empresa.

O chip realiza suas ações por NFC (Near Field Communication), padrão de comunicação sem fio que permite a troca de dados em curtas distâncias. A maioria dos smartphones já conta com a tecnologia – e algumas maquininhas de pagamento também oferecem o recurso – mas adaptar casas, veículos e empresas, por exemplo, é uma tarefa que ainda deve demorar um pouco para acontecer, pois as plaquinhas de NFC devem ser importadas e instaladas nesses lugares.

No Brasil, é possível comprar o biochip pela internet – a Project Company, por exemplo, vende um por R$ 349,00. A inserção fica por conta do usuário, que pode procurar um profissional especializado na colocação de piercing.

Fonte: Revista Segurança Eletrônica